Criar um Site Grátis Fantástico
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
INQUÉRITO
DO QUE GOSTOU MAIS?
Fotos
Canções
Videos
Poesia
Textos
Projectos escolares
Tema religião
Tema mitologia
Ver Resultados

  • Currently 2.48/5

Rating: 2.5/5 (1315 votos)




ONLINE
1





Partilhe esta Página



BENVINDO

WELCOME

BIENVENU

WILLKOMMEN

BIENVENIDO

benvenuto

välkommen

bine ai venit

ترحيب

ברוך הבא

आपका स्वागत है

歡迎

καλωσόρισμα

добро пожаловать

ยินดีต้อนรับ

환영

kuwakaribisha

歓迎

ողջույն

selamat datang

நல்வரவு

 

 

 

 SOBRE MIM

     O meu nome é carlos manuel, sou professor, autor, compositor, colecionador de instrumentos musicais de todo o mundo e viajante sempre desejoso de ir mais longe. Gosto de viajar dentro de mim, em busca de novos lugares de inspiração e criatividade. Gosto de viajar na musica, na beleza das palavras e dos sons. Gosto de fazer música para quem nela quiser viajar.

 

VER TAMBÉM

www.vozetnica.blogspot.com

 

 MUSEU

     A instalação de um museu, onde possa ter exposta, de forma permanente, a minha coleção de instrumentos étnicos de todo o mundo, é um desejo só possível com ajuda jurídica e financeira. Para quem puder, e quiser ajudar, por favor contacte-me para o meu email carlosmanuel.sp@gmail.com Obrigado.

 

 

PUBLICIDADE

    No sentido de proporcionar receitas para a instalação do museu, é possível também a colocação de publicidade neste site. A eventuais interessados deixo o meu contacto de email: carlosmanuel.sp@gmail.com

Adufe genial da Catarina Anes, para Projeto Escolar Duff e Adufe, ano letivo 2015/16. Trabalho realizado pela Catarina com o seu pai e mãe. Muito obrigado. Clique no slideshow e aceda à página Duff e Adufe.

Projeto Escolar Duff e Adufe. Adufe pavão do professor, feito em caixa de pizza e cartolinas. Mais fotos, canções e vídeos em janela EDUCAÇÃO, item Duff e Adufe

 

cartaxo da Catarina Anes e do pai

Cartaxo da Catarina Anes, 5ºF e do pai, para projeto escolar cartaxos, ano letivo 2014/2015. Ver fotos e canções em item Educação/Cartaxos. Este trabalho obteve o 1º lugar no concurso de cartaxos.

Painel de cartaxos de João Henriques e família

Painel de cartaxos de João Henriques e família para a exposição escolar 2014/2015. Ver fotos e canções em item Educação/Cartaxos. Este trabalho obteve o 2º lugar no concurso de cartaxos.

Museu Virtual

Clique na imagem e aceda a link

cartaxos do João Henriques, do pai e da mãe

Cartaxo do João Henriques, do pai e da mãe. Projeto escolar 2014/2015 "Cartaxos". Ver fotos e canções em janela Educação, item cartaxos.

 

cartaxos bruxa

Cartaxos bruxa do professor. Mais fotos e canções em janela Educação, item Cartaxos.

 

Mobile sonoro

Mobile sonoro vencedor do concurso escolar. Feito por alunos e monitores da Cercimor. Do aluno Pedro do 5º ano. Mais fotos, video e canções, no item EDUCAÇÃO, mobiles sonoros.

Mobile sonoro

 

fundaçãocmcm

Clique na imagem e aceda a link

 

Chincalhos

Chincalhos. Feitos por alunas de 5º ano e famílias para a exposição na escola. Estes chincalhos inspiraram canções ao professor, que foram trabalhadas nas aulas, com flautas e instrumental Orff, gravadas e filmadas. Mais fotos e canções no item EDUCAÇÃO, canções dos instrumentos.

Chincalhos

Clique na imagem para ir a:

CMSerProfessor

 

Mobile sonoro

Mobile sonoro feito por aluna do 5º ano e a avó. Inspirou a canção Búzios, que se pode ouvir no item EDUCAÇÃO, mobiles sonoros.

 

carlosnetmood

Clique na imagem para aceder a link

 

Maraca

Maraca gato branco. Feito por aluna do 5º ano e família. Canção inspirada neste instrumento no item EDUCAÇAO, canções dos instrumentos.

 

Mobile sonoro

Mobile sonoro de canas coloridas. Feito por aluna do 5º ano e monitora da oficina da criança. Inspirou a canção Canavial, em item EDUCAÇÃO, mobiles sonoros.

 

pinto a manta

Clique na imagem para aceder a link

 

Reco-reco

Reco-reco galo. Feito por aluno do 5º ano e família para exposição escolar. Inspirou a canção Um regalo, que se encontra no item EDUCAÇÃO, canções dos instrumentos.

 

Reco-reco

Reco-reco peixe. Colaboração de aluna de 5º ano para a exposição na semana de educação musical. O instrumento foi construído por um senhor amigo da família, no Escoural. Inspirou canção, que se encontra no item EDUCAÇÃO, canções dos instrumentos.

 

Cartaxo

Cartaxo. Instrumento de cana, utilizado nos ranchos folclóricos. Oferecido por aluno. Tema para a exposição escolar deste ano letivo 2014/15. Ver fotos e canções no item CARTAXOS.

 

Natureza sonora

Natureza sonora. Projeto escolar. Mais fotos e canções em item EDUCAÇÃO, natureza sonora.

 

Mobile sonoro

Mobile sonoro com aproveitamento de tampas de garrafas e algumas conchas. Colaboração para a exposição escolar de aluno de 5º ano e família. Inspirou a canção Tampinha, trabalhada na aula com vozes, flautas e Orff.

 

Tréculas

 Tréculas. Idiofone tradicional português. Este instrumento foi feito pelo pai de uma aluna de 6º ano para a exposição da escola subordinada ao tema "instrumentos tradicionais". Inspirou uma canção, que a turma trabalhou com vozes, flautas e Orff. Mais fotos e canções em item EDUCAÇÃO, canções dos instrumentos.

 

          

  

 

                 

 

 Ronca de Elvas

 Ronca de Elvas. Mais fotos em MUSEU e EXPOSIÇÃO. Veja também o video no atelier do autor das roncas, Luis Pedras, em OUTRAS ARTES, roncas de Elvas.
         
 

 
         
    
Cordofones e idiofones da minha coleção. Mais fotos em item MUSEU e EXPOSIÇÃO.

 
 
            

     

 

 

 

Mobiles sonoros

 Mobiles sonoros. Mais fotos, videos e canções em item EDUCAÇÃO, mobiles sonoros.

 

 

        

 

 

                

 

 

Na sala de aula

 

 

 

 

 

               

 

 

 

 

 

 

 

          

 

 

                     

 

 

 

 

 

 

 

             

 

 

 

 

                      

       

 

      

 

 

 

      

 

 

            

 

        

 

 

 

 

          

 

 

 

 

 

 

                       

 

 

 

 

 

                  

 

 

 

                  

 

 

 

          

 

 

 

                

 


emirados árabes
emirados árabes


      A minha viagem aos Emirados Árabes incluía o desejo de visitar o Sultanato de Oman. Em algum lugar tinha lido que, quem entra nos Emirados Árabes pelo Dubai, tem acesso a Oman, sem quaisquer custos adicionais na fronteira, e, sem ter qualquer dificuldade no retorno ao Dubai, ainda que dois ou três dias depois. Procurei esclarecer bem essa questão, para não ser apanhado nalguma situação complicada de resolver. Fiz buscas na net, blogues, embaixadas, e, sobretudo, no tripadvisor. As informações recolhidas eram contraditórias. Uns afirmavam ser possivel, outros garantiam que não, outros, ainda, adiantavam situações em que as pessoas se viram retidas na fronteira, por não poderem entrar de novo no Dubai, sem que tivesse passado um mês da saída. Deste modo, fui para o Dubai com o desejo de visitar Muscat, capital de Oman, mas sem ter a certeza de o poder fazer nas condições que pretendia, uma visita rápida a Muscat, e regresso ao Dubai dois dias depois. A certeza chegou no serviço de fronteira do aeroporto do Dubai. Questionei o senhor que fazia o controle do meu passaporte, e ele, prontamente, me disse que sim, podia sair do Dubai, ir a Oman, e regressar dois dias depois. O tripadvidor é esclarecedor, mas temos que atender às datas em que os viajantes colocaram as informações, e, também, atender à nacionalidade de quem coloca essas informações, visto que estes acordos entre os países, por vezes, não são válidos para todas as nacionalidades. Aqui fica portanto, esta dica útil para futuros viajantes para o Dubai.

     

       

            

     As imagens acima, são dos espantosos jardins de AL AIN. Local que não pude visitar, por falta de tempo, mas que constitui, entre muitos outros, motivo para voltar. A ideia inicial era, quando visitasse Abu Dhabi, dar um saltinho a Al Ain, tinha tudo pesquisado, até o número do autocarro que deveria apanhar, justamente no ponto de chegada do autocarro que chega do Dubai. E, na chegada, lá estava o autocarro noventa, mas, o tempo era escasso, a viagem é cerca de uma hora, e, apesar de poder seguir de Al Ain para o Dubai direto, sem necessidade de regressar a Abu Dhabi, preferi deixar para outra oportunidade. O local merece sem dúvida uma visita, como se pode ver pelas fotos.

 

 

 

     A cidade de Dubai, que se ergue do deserto, é ainda uma cidade em construção. Tem muitas zonas inacabadas em que se tem que andar numa areia fina que mais parece pó. Era assim junto ao nosso hotel. Para se ir comprar água fresca a um pequeno supermercado, junto ao hotel, era necessário atravessar um pequeno largo em terra solta, onde os pés se enterravam. Apesar do cuidado em escolher pontos de passagem que parecessem menos poeirentos, sempre se voltava com o calçado irreconhecível, ou os pés. Naquela zona tinha muitas obras, entendo que para os responsáveis não faça sentido completar arruamentos ou passeios, sem que as obras nos prédios circundantes estejam prontas, mas para nós tornou-se um pouco desconfortável. Reparei, inclusivé, no separador central das faixas de rodagem das estradas, nesses locais com muitas obras, eles também estão inacabados, no centro é só areia, onde, se percebe que mais tarde tudo estará ajardinado. Nos locais em que as obras já estão concluidas é isso que se vê, tudo ajardinado, bem cuidado, sem areia nem pó. Mas, não tirem conclusões precipitadas, o Dubai é fantástico, na sua megalomania sempre a crescer. A maior torre do mundo, o Burj Khalifa é de cortar a respiração, de tão linda que é. A dança das águas, nos lagos junto à torre são uma beleza imperdível. Recomendo que façam um jantar nesse local, numa das esplanadas do maior centro comercial do mundo, que se encontra paredes meias com a torre e as águas daçantes. É idílico. O cenário é insuperável, com os edifícios iluminados, a música que acompanha o bailado das águas, em boa companhia, as opções gastronómicas também são deliciosas, posso garantir que é a noite perfeita. Pretendo voltar ao Dubai em 2020, por ocasião da expo mundial, e, certamente com a cidade já toda arrumada, com os projetos que sei estarem em marcha, o meu receio é não querer vir embora.

 

 ABU DHABI, mesquita, exterior

 

ABU DHABI, mesquita, interior

     Por instantes vou esquecer o Dubai, para lhes falar de Abu Dhabi. A nossa visita a Abu Dhabi foi rápida, escolhemos um roteiro onde só o mais essencial se podia visitar. É uma cidade muito bonita, sem a grandeza do Dubai, com muitos pontos de interesse, como o Ferrari World, que não visitei, não sou grande entusiasta desses parques temáticos, mas a arquitectura do edifício deslumbra-me e deve ser muito divertido uma visita, principalmente para os amantes do desporto automóvel, pois, ao que julgo ter apurado nas minhas pesquisas preparatórias da viagem, é possível ter experiências de condução, e muitos mais motivos de interesse o parque pode proporcionar. Eu tive que prescindir. Do que não pude prescindir, e que considero mesmo o principal motivo de interesse de Abu Dhabi, é a mesquita. Aquela mesquita é um hino ao bom gosto, à beleza e ao luxo. Creio ser a maior mesquita do mundo, mas se não é a maior é certamente a mais bela. Espero que as imagens que gravei e que se encontram nos videos acima, possam espelhar fielmente o que acabo de dizer, porque outras palavras é difícil encontrar. É de visita obrigatória, mesmo para quem só pense ir ao Dubai, dê um salto a Abu Dhabi, é uma hora de autocarro, muito bom caminho, e vá ver a mesquita. Garanto que é dificil virar costas e sair, tanta a beleza e grandiosidade. A grandiosidade que se manifesta até nos pequenos detalhes, tudo aquilo é para olhar com muita atenção e gravar na memória.

    No autocarro para Abu Dhabi, sentei-me normalmente junto da minha companheira, no entanto, quando entrou uma senhora, fui delicadamente solicitado parar lhe ceder o lugar, uma vez que o único banco disponível era na traseira do autocarro, junto a um grupo de homens. Tinha obtido a informação que nos transportes públicos existe um espaço reservado para as senhoras e outro para os homens, e assim via fazer no metro, apesar de também ver senhoras e homens misturados, sempre que não havia um funcionário. No autocarro, sabia que as senhoras sentavam-se à frente e os homens atrás, mas também tinha escutado que, tratando-se de um casal, podiam ir juntos. Sentei junto da minha companheira na parte da frente do autocarro para Abu Dhabi, e ninguém disse nada, mas só até ter surgido aquela senhora, que , segundo a cultura local, de modo nenhum poderia fazer aquela viagem sentada no meio dos homens, e eu cedi o lugar e fiz a viagem no fundo do autocarro, e a minha companheira na frente junto da tal senhora. É apenas o relato de uma curiosidade, mas que é importante conhecer. 

 

DUBAI, dança das águas

 

DUBAI, derviche, tanoura dance

 

DUBAI, safari desert, belly dance

 

DUBAI 2016, short visit

Em baixo pode assistir ao video da minha passagem breve pelo Dubai, no regresso da viagem ao Irão. Foi uma paragem de algumas horas, entre aviões, onde aproveitei para conhecer a marina e o mall of the emirates com a famosa pista de gelo.